quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Índice de infestação da dengue cai mais de 50% em Garanhuns

População deve continuar vigilante com a chegada do verão.

O índice de infestação da dengue caiu em mais de 50% em Garanhuns. A informação é referente ao quarto ciclo do Levantamento de Índice Rápido – LIRA, que atingiu 4,7 no último bimestre, comparado a 9,1 quando do início deste ano. O resultado é fruto do compromisso assumido pelo Governo Municipal em trabalhar junto com a população no combate ao Aedes Aegypti, mosquito transmissor da doença. Esse trabalho acontece por meio de uma equipe de mais de 50 agentes de endemias. Foram realizadas visitas em 100% dos domicílios, para o controle do vetor no município, e mais de 80% das residências foram inspecionadas e tratadas (as pendências se devem ao fato de residências fechadas, ou em que os moradores não quiseram receber os agentes).

A Cohab 2, Boa Vista e o bairro da Brasília, por exemplo, foram as localidades com menor índice de infestação do mosquito da dengue. A localidade de maior destaque foi o bairro de Santo Antônio pela obtenção da erradicação dos focos do Aedes, segundo o levantamento.

Neste ano até agora foram notificados 84 casos de dengue. Destes, apenas 27 foram confirmados, e todos se configuraram em casos clássicos da doença. Os dados tranquilizam, mas vale lembrar que o controle do vetor também é de responsabilidade da população, que entre outras atitudes de prevenção, deve receber os agentes de endemias nas visitas periódicas às residências ou estabelecimentos comerciais.

Os bairros de Lacerdópolis, Manoel Chéu, Aluízio Pinto e Heliópolis, por exemplo, ainda merecem atenção redobrada, pelo índice elevado de infestação do mosquito transmissor da dengue. Apesar da ação direta dos agentes nestas localidades, o pedido do novo núcleo de coordenação da dengue no Município é de que todos se tornem vigilantes quanto aos focos, colaborando assim com as ações de combate, principalmente com a proximidade da chegada do verão - período em que os índices podem aumentar.

Nenhum comentário :

Postar um comentário