quinta-feira, 25 de julho de 2013

Investigações da Delegacia de Polícia Federal de Salgueiro/PE culmina com a erradicação de 1.350 pés de maconha


A Polícia Federal em Pernambuco, através de policiais federais lotados na Delegacia em Salgueiro/PE, distante 513 km de Recife/PE, conseguiram prender ontem, quarta-feira dia 24/07/2013, por volta das 6h, CÍCERO ADRIANO SILVA DE SOUZA, agricultor, 32 anos, casado, natural de Mata Grande/AL e Residente em Inajá/PE – (não possui antecedentes criminais).

A prisão aconteceu em virtude de investigações realizadas na área de inteligência policial dando conta de que haveria um plantio de maconha que estaria sendo cultivado no Sítio Olho D’água do Coxo, localizado no município de Inajá/PE por um determinado agricultor e que também estaria de posse de armas de fogo. Diante das informações bem como das características físicas dos suspeitos foi montada equipes de policiais federais os quais empreenderam diligências junto à localidade apontada no sentido de averiguar a veracidade das informações, bem como localizar e prender o possível criminoso.

A ação teve seu desfecho final quando os federais ao chegarem no local constataram a existência do plantio de maconha (aproximadamente 1.500 pés) e numa ação rápida e eficaz conseguiram abordar e prender CICERO que estava na sacada de sua casa construída naquele terreno e, após ser feita uma busca minuciosa no interior da residência, encontrou-se 02 (duas) armas de fogo sendo 01(uma) espingarda calibre 12 (doze) e uma espingarda calibre 36 (trinta e seis), bem como 05 (cinco) munições calibre 36 e 08 (oito) munições calibre 12 (doze)  intactas, além de 71 (setenta e um) cartuchos calibre 36 deflagrados.

Terminado os trabalhos investigativos, o plantio de maconha foi destruído, separou-se uma amostra da erva encontrada para exames preliminares (que resultou positivo para maconha) e as armas devidamente apreendidas, o preso recebeu voz de prisão em flagrante, foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida levado para a Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro/PE onde foi autuado pela prática contida no artigo 33, § 1º inciso II da Lei 11.343/06 (cultivar roça de maconha- pena 5 a 15 anos de reclusão)  e nos artigos 14 e 16 da Lei 10.826/03 (porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e proibido - penas 2 a 4 anos e 3 a 6 anos de reclusão respectivamente) e, caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 25 anos de reclusão. Após a autuação o autuado se submeteu a exame de corpo de delito no IML de Salgueiro/PE e em seguida foi recambiado para a Cadeia Pública de Salgueiro/PE, onde ficará à disposição da Justiça Estadual.
Em seu interrogatório o preso informou que é agricultor de milho, melancia, tomate e feijão desde os 12 (doze) anos de idade e que conseguia cerca de R$ 2.000,00 (dois mil) reais, quando a safra era boa, porém em virtude da constante seca perdeu toda a plantação inclusive algumas cabeças de gado e, para recuperar o prejuízo resolveu utilizar a sua plantação para o cultivo da maconha que já estava com 75 dias. Disse ainda que as duas armas que estava em seu poder era para sua proteção e do seu gado contra o ataque de cães que perambulavam por aquelas cercanias.

Nenhum comentário :

Postar um comentário