sexta-feira, 26 de julho de 2013

Prefeitos discutem implantação de unidades de tratamento e beneficiamento do lixo em Lajedo e IATI

Prefeitos de oito cidades do Agreste Meridional estiveram reunidos nesta quinta-feira, dia 25, em Lajedo, para discutir a destinação final dos resíduos sólidos gerados em seus Municípios. Rossini Blésmanny (Lajedo); Padre Jorge (Iati); Genaldi Zumba (São João); Genivaldo Menezes (Águas Belas); Celina Brito (Jupi); Gerson Henrique (Jucati); José Teixeira (Paranatama) e Agnaldo Inácio (Jurema), além de representantes dos municípios de Lagoa do Ouro, Correntes e Calçado, atenderam a convocação da Comissão de Desenvolvimento do Agreste Meridional (CODEAM) para voltar a discutir o tema. O secretário Executivo da Comissão, Eudson Catão também prestigiou o Encontro. 

Durante a reunião, foram apresentadas soluções sustentáveis para a implantação de Unidades de Tratamento e Beneficiamento de Resíduos em dois núcleos, Iati e Lajedo. Trata-se de um consórcio a ser firmado junto às prefeituras, através de uma Parceria Público Privada (PPP), junto a um conjunto de investidores internacionais. Os Municípios envolvidos enviariam os seus resíduos as Unidades e com isso se adequariam a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que prevê que até agosto de 2014, as cidades brasileiras terão que implantar espaços destinados à deposição final de resíduos sólidos gerados, bem como programas de coleta seletiva que valorizem o catador. “Com esta Unidade, os Municípios investirão no manejo do lixo e com isso terão a sua correta destinação. Os resíduos serão tratados, não poluindo o meio-ambiente, e apresentarão como sub-produto, o ferti-adubo e o material de queima, que gera energia”, registra o engenheiro florestal Flávio Correia, que representa o grupo de investidores que pretende implantar o Projeto no Agreste.

As vantagens para os Municípios participantes do Consórcio vão desde a correta destinação dos resíduos, passando pela geração de empregos diretos e indiretos com a implantação da Unidade, além do recolhimento de tributos municipais e estaduais, como ISS e o ICMS sócio ambiental.
O CODEAM colocou a disposição dos Prefeitos, oengenheiro agrônomo Rafael Lima, que, entre outras, já exerceu a função de secretário de Agricultura e Meio-ambiente de Garanhuns, para auxiliar os Municípios no tocante ao processo. Ao final do Encontro, os Gestores sinalizaram positivamente para a concretização do Consórcio e posterior implantação do Projeto. Uma nova reunião será agendada para definir a Ação.

“Estamos buscando auxiliar os Municípios através da CODEAM, pois acreditamos que o Projeto é viável, traz ganhos ambientais e, principalmente, possibilita a geração de trabalho para a nossa população e de renda para os Municípios através do ISS e ICMS sócio ambiental”, pontua a prefeita de Jupi e presidenta da Comissão, Celina Brito. (Reportagem: Carlos Eugênio).

Nenhum comentário :

Postar um comentário