quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Quadrilha presa recentemente em Canhotinho integra a Gangue do Maçarico de Assalto à Bancos

Efetivos do Bope, da Polícia Militar, prenderam na madrugada deste domingo (20) quatro pessoas acusadas de participar do assassinato do capitão Luacir Albuquerque Macário, de 49 anos, na última sexta-feira (18/03/2011), em sua residência na Rua São Benedito nº 155, bairro Pinheiro, em Maceió-AL. Os quatro foram reconhecidos por testemunhas como envolvidos no crime. Um quinto acusado que residiria em Lajedo-PE, Jonny Lene Bezerra da Silva (Djhone Lene), 23 anos, o qual já havia sido preso na última sexta-feira e seria o dono do veículo Celta placas KGD-1037 que estava com várias perfurações de balas e vidros estilhaçados devido um tiroteio, veículo este que teria sido usado pela quadrilha.
A operação do Serviço de Inteligência da PM contou com a participação de agentes da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) e foi comandada pelo tenente-coronel PM Gilmar Batinga.
Segundo informações preliminares, os presos são André Ferreira da Silva ou André Pereira da Silva, o qual teria feito os disparos que mataram o capitão, João, que emprestou aos acusados uma moto Twister, amarela, porém disse não saber que ela seria usada para a prática do crime, Rodrigo Gomes da Silva, vulgo “Mago”, 24 anos e um menor conhecido como “Galeguinho”.
O suspeito João, de sobrenome não revelado pela polícia, prestou depoimento, porém não foi indiciado e acabou liberado, já que os delegados se convenceram de que ele apenas emprestou a moto, sem saber que ela seria usada no crime. Os outros três, de acordo com a polícia, fariam parte da quadrilha conhecida como "Gangue do Maçarico", a qual tem cerca de 15 membros e já teria praticado arrombamentos de caixas eletrônicos.
Além do Celta, foram apreendidos na operação policial um veículo Fiat Palio de cor azul escura e placa NMD-3262 e a moto Honda/CBX 250 Twister, amarela, placa MUZ-6665, que, segundo a polícia, teria sido usados pela quadrilha.


André foi preso no Motel Oásis, no Tabuleiro; Rodrigo e o menor estavam na boate Reagge Night, no Jaraguá, quando foram presos. O quarto acusado, João, recebeu voz de prisão em casa.
Com o menor, a polícia apreendeu diversas jóias que teriam sido levadas por ele durante um assalto a uma loja de venda de animais de estimação (pet shop) em Mangabeiras.
Os delegados Amorim Terceiro e Paulo Cerqueira interrogaram os acusados, na sede do DEIC. Segundo as primeiras informações, André Ferreira, reconhecido por testemunhas como autor dos disparos, teria confessado ser o autor do assassinato do capitão PM. A arma do crime, segundo a polícia, foi roubada de um policial, durante um assalto a uma loja de veículos.
Na última sexta-feira, o capitão e instrutor de defesa pessoal da Polícia Militar (PM), Luaci Albuquerque Macário, 49 anos, foi assassinado no jardim de casa, no início da tarde.
Segundo a PM, três homens armados teriam aproveitado a chegada da sobrinha do policial para tentar invadir a casa onde ele morava, no bairro do Pinheiro. Há também a informação que supostamente a mulher teria sido seguida após sacar R$ 2.500,00 de uma agência bancária, porém a mesma acredita que isso não existiu.
Segundo o primo da vítima, o desenhista André Paulino, apenas um suposto assaltante entrou na casa da vítima, após tocar a campainha. “Eles travaram luta aqui dentro do jardim e, em determinado momento, o bandido conseguiu se desvencilhar dele e atirou quatro vezes com uma pistola cal. 380, sendo que dois tiros atingiram o meu primo”, um no peito e outro no abdômen disse, afirmando que outros bandidos estavam dentro de um carro monitorando a ação criminosa.
Macário ainda foi atendido pelo SAMU, mas não resistiu aos ferimentos e morreu logo após a chegada dos médicos.


» CASO RELACIONADO


FONTES:
1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10

2 comentários :

  1. rapaz pra vc ver esssa quadrilha é grande a policia tem q tomar atitudes logo e o governo a judar isso ne uma quadrilha qualquer não ja são 2 policiais mortos e como disse po pai do polial de alagoas os direitos humanos so serve para essas almas sebosas q podem tirar a vida de um inocente e ainda é preso vida boa na cadeia e ainda rece mais q um salario minimo que pais é esse bandidos ganhando mais q um salario por mata e roubar que vergonha

    ResponderExcluir
  2. porque nossos gonvernates só da valor a badidos mesmo, um trabalhor tem que rala para ganhar um salario enquando os badidos tiram a vida dos pais de famila e ainda ganhão por isto, mudem as leis deste país.

    ResponderExcluir