sábado, 6 de abril de 2013

Polícia Federal realiza a prisão de dois suspeitos transportando quase 8 kg de pasta base de cocaína dentro dos surrões das fantasias de Caboclo de Lança

Policiais Federais lotados na Delegacia de Repressão a Entorpecentes - DRE prenderam, ontem, dia 05.04.2013, por volta das 13hs, JOABE VITOR DOS SANTOS, 32 anos, solteiro, microempresário, natural e residente em Aliança/PE e ALDO JOAQUIM ALVES, 35 anos, solteiro, motorista, natural e residente em Aliança/PE, ambos não possuem antecedentes criminais.
 As prisões aconteceram em virtude de investigações de rotina que já duravam 15 dias, objetivando reprimir o tráfico interestadual de entorpecentes, as quais davam conta de que dois suspeitos estariam vindo de Foz Iguaçu/PR, transportando certa quantidade de droga com destino à capital pernambucana. De posse dessas investigações bem como das características físicas dos suspeitos e da marca e placa do veículo foi montada duas equipes de policias federais que se dirigiram para o posto da fazenda estadual do município de Xexéu/PE, (distante 143 km da capital pernambucana) com vista a localizar e identificar o veículo suspeito para averiguar a veracidade dos fatos.
Por volta das 13hs, um veículo Parati de cor prata e placas KLR 0533 com dois suspeitos em seu interior com as mesmas características apontadas nas investigações foi parado através do bloqueio montado pelos federais e, como aquele lugar não era propício para um averiguação do veículo e ambos os ocupantes negaram qualquer tipo de envolvimento com o tráfico de drogas, todos foram trazidos para a sede da Polícia Federal no Recife/PE. Ao chegar na Superintendência foi feita uma busca minuciosa no interior da viatura com a  ajuda imprescindível de um cão farejador que apontava e dava sinal para o interior dos “surrões” das fantasias da figura folclórica conhecida como “caboclo de lança”, onde foi localizado 07 tabletes de uma substancia escura e pastosa que ao ser submetida a exame narcoteste resultou positivo para pasta base de cocaína, a qual totalizou um peso bruto de aproximadamente 7,2kg (sete quilos e duzentos) gramas.
ALDO JOAQUIM ALVES
Terminado os trabalhos investigativos e tendo encontrado a droga, ambos receberam voz de prisão em flagrantee foram informados dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida autuados pela prática contida nos artigos 33, 35 e 40, item I da Lei 11.343/06 (tráfico internacional de entorpecentes e associação)e caso seja condenado poderão pegar penas que somadas ultrapassam os 20 (vinte) anos de reclusão. Após a autuação ambos submeteram-se a exame de corpo de delito e em seguida recambiados para o COTEL – Centro de Triagem e Observação Professor Everardo Luna onde ficarão à disposição da Justiça Federal. Além da droga e do veículo também foram apreendidos 03 (três) aparelhos de celulares, 03 (três) vestimentas da figura folclórica conhecida como “caboclo de lança” e 02 (dois) GPS.
JOABE VITOR DOS SANTOS
Pela forma de apresentação da droga é oriunda do Paraguai e em seus interrogatórios os presos falaram que se dirigiram para São Paulo/SP a pedido de um amigo e de lá receberam a orientação de se dirigir para Foz do Iguaçú/PR e ir até Cidade Del Leste/Paraguai onde lhe seria entregue por uma pessoa de nome não revelado a quantidade de 7 (sete) tabletes de pasta base de cocaína.

Ao receber a droga ambos esconderam-na no interior dos “surrões” os quais deveriam ser levados para Recife/PE a uma pessoa também de nome não informado, o qual faria contato via telefone celular; Investigações da PF apontam que a droga pertence a um detento já identificado que costuma ameaçar as pessoas de morte caso elas não aceitem a proposta de transportar droga de um local para o outro. Atualmente ele está cumprindo pena no presídio de Igarassú/PE, por tráfico de drogas. A droga poderia ser transformada em 21 (vinte e um) quilos de crack, através de laboratórios clandestinos o que corresponde a 21 (vinte e uma) mil pedras do entorpecente e em seguida seria distribuída para comercialização em vários pontos de venda de droga na região metropolitana do Recife/PE.

Nenhum comentário :

Postar um comentário