quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Acusado de matar ex-mulher e 3 crianças é condenado a 157 anos de prisão

Um crime que chocou o município de Lajedo, no Agreste de Pernambuco, foi relembrado nesta terça-feira (6), quando o agricultor Luiz Lopes da Silva Neto, de 41 anos, conhecido como Luizinho, acusado de ter assassinado a ex-companheira Rozilene Hermínia da Silva, 32, a filha deles, Fernanda Lopes da Silva, 8 anos, e os filhos mais novos de Rozilene, Nayane Keliene Ferreira, 3, e João Vitor Ferreira da Silva, de apenas 1 anos e 6 meses, foi condenado a 157 anos de prisão pelos crimes cometidos.

O réu foi acusado dos quatro homicídios triplamente qualificados e dois estupros e precisou ser escoltado até a Câmara de Vereadores da cidade, onde aconteceu a audiência, devido à revolta da população.

Sete moradores fizeram parte do júri popular na sessão coordenada pelo juíz Cristiano Henrique Freitas. Durante a sessão, o acusado disse estar arrependido. Como o réu confessou, a justiça pediu ordenamento jurídico proporcional aos crimes cometidos, o equivalente a 157 anos de reclusão.

Após o julamento, Luiz Lopes foi encaminhado para a Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro.

O Crime
Para cometer os assassinatos, o suspeito teria aumentado o volume da televisão, o que impossibilitou que os vizinhos ouvissem qualquer grito vindo da casa. A chacina aconteceu em 18 de outubro de 2011. Luiz Lopes estava em liberdade condicional desde julho de 2010. Ele foi condenado a 10 anos e 8 meses por ter tentado matar outra ex-companheira, em julho de 1998. Luizinho havia sido preso em dezembro de 2006 e, em fevereiro de 2009, passou para o regime semiaberto.

Do Diário de Pernambuco

VEJA TAMBÉM: 1 , 2 , 3 , 4 ,                                                         

Um comentário :

  1. Ainda tem gente que tem pena de um bandido desse...

    ResponderExcluir