quinta-feira, 27 de junho de 2013

Maconha e Celulares são Encontrados na Cadeia de Lajedo

Na última segunda-feira (25), por volta das 16h00, foi observado pela POLICIAL MILITAR MARIANA, que estava de serviço tirando quarto de hora na guarita na Cadeia Publica de Lajedo, mas precisamente na guarita da retaguarda, que transeuntes, se aproveitando de que casas populares foram construídas ao lado do presídio, se esconderam entre as casas e arremessarão um pacote no pátio, onde os 08 detentos da mesma, que no momento estavam tomando banho de sol, tentaram entocar o pacote sem êxito. A policial acionou os outros PM’s que estavam na Guarda da Cadeia e que logo interceptaram os meliantes e em seguida, pedindo apoio à guarnição de Lajedo e a ROCAM, para que se fosse feito uma revista no pátio e no Pavilhão “A”. Os detentos negaram o feito, porém a PM não acreditou e quando chegou o reforço, foi feito um pente fino no pátio onde foram encontrados 04 CARREGADORES DE CELULAR E 75g DE MACONHA PRONTA PARA O CONSUMO, embalados em um pacote com espuma de colchão e fita crepe. Já em todo pavilhão “A”, os detentos foram retirados das celas e em seguida iniciou uma revista minuciosa, onde com muita paciência e atenção, os policiais envolvidos na operação, conseguiram encontrar, ESPELHOS, FACAS ARTESANAIS, CACHIMBOS FEITOS DE PALITO DE PICOLÉ (usados para o consumo da maconha), XUXO (matéria pontiagudo, parecendo espeto de churrasco), FONE DE OUVIDO, 03 CARREGADORES DE CELULAR E 05 CELULARES.

É intensa a luta dos PM’s para combater o uso da Maconha e de celulares na cadeia de Lajedo e em outras instituições penais, porém os malandros sempre arrumam um jeitinho de conseguir o produto, até o momento que é pego pelos olhos incansáveis da PM.

Há suspeitas de que algumas vezes quem coloca esse material para dentro dos presídios e entrega aos presos, são as suas próprias companheiras durante os encontros conjugais, onde mesmo sendo revistadas por uma Policial conseguem ter êxito e outra suspeita forte é a de que quando são realizados Cultos Evangélicos, parentes dos presos se infiltram no meio dos Protestantes, como fiéis e aproveitam a oportunidade para entregar os celulares, já que os mesmo raramente são revistados ao entrarem no presídio.

A maconha foi levada para a Delegacia da Polícia Civil de Lajedo e os outros materiais apreendidos foram entregue ao DIRETOR ELIMAR da Cadeia Publica de Lajedo, para que se tomem as medidas.

2 comentários :

  1. Agora uma pergunta: De quem foi a ideia idiota de construir casas populares bem ao lado da cadeia?
    Esses locais deveriam ser isolados e não rodeados de residências desse jeito.
    Qual a segurança que os moradores dessas casas terão caso ocorra uma fuga de meliantes dessa cadeia?
    O primeiro local para se esconder é dentro dessas casas. E o que pode ocorrer com os moradores? Principalmente para as mulheres?

    Realmente não entendo esses "Gênios" que fazem esses projetos.

    ResponderExcluir
  2. e muito esquisito isso sempre tem maconha nessa cadeia

    ResponderExcluir