domingo, 28 de abril de 2013

Polícia Federal conclui “Operação Resgate I” que erradicou mais de 400 mil pés de maconha no sertão pernambucano

S.D.S.
Polícia Federal
A Polícia Federal em Pernambuco com apoio da Secretaria de Defesa Social/PE, através da Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro, deflagrou no dia 21.04.2013 e concluiu no dia 26.04.2013, a operação “RESGATE I” - que visa à erradicação dos plantios de maconha no Sertão Pernambucano e que faz parte das medidas estratégicas adotadas pela Coordenação-Geral de Prevenção e Repressão a Entorpecentes-CGPRE, Órgão Central da Polícia Federal em Brasília/DF, visando reduzir a produção e oferta de maconha no sertão do Estado de Pernambuco.
A operação contou com um efetivo de aproximadamente 70 policiais federais vindos de diversos estados (Alagoas; Brasília; Maranhão; Paraíba; Pernambuco; Piauí; Rio Grande do Norte; Rondônia). Os policias trabalharam com incursões terrestres, fluviais e aéreas. Para isso, tiveram o apoio de viaturas, 02(duas) aeronaves, 04(quatro) embarcações e 02(dois) cães farejadores.  A Operação contou ainda com o apoio do Corpo de Bombeiro Militar de Pernambuco e do GTA-Grupamento Tático Aéreo da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco e de colaboradores contratados para o auxílio da retirada dos pés da droga.

Na ação foram alcançados os municípios de Belém de São Francisco/PE, Betânia/PE, Cabrobó/PE, Canapi/AL, Carnaubeira da Penha/PE, Floresta/PE, Ibimirim/PE, Inajá/PE, Manari/PE, Mata Grande/AL, Mirandiba/PE, Salgueiro/PE, Santa Maria da Boa Vista/PE e Terra Nova).


BALANÇO FINAL DA OPERAÇÃO RESGATE I
Pés Erradicados
     429 mil
Maconha que deixou de ser produzida com os 429 mil pés
143 toneladas
Plantios Destruídos
89
Mudas Destruídas
61.444
Maconha Pronta
24,8kg









Segundo análise feita por Peritos Criminais Federais, três pés de maconha equivalem a aproximadamente 1(um) quilo da droga, então se dividirmos 429 mil pés por 3 (pés) teremos a quantidade de maconha que deixou de ser produzida pelos traficantes, que corresponde a 143t (cento e quarenta e três) toneladas de maconha. Durante o ano a Polícia Federal realiza 4(quatro) operações de erradicação de maconha o que faz a oferta da droga diminuir significativamente na capital pernambucana bem como no agreste e sertão, o que pode ser confrontado com as apreensões realizadas da droga no estado. O ciclo produtivo da cannabis é acompanhado de perto por policiais federais e quando vai se aproximando o período da colheita novas ações são realizadas coibindo assim a secagem e conseqüente introdução no mercado consumidor (pontos de vendas de drogas).

Tem se verificado que grande parte da maconha apreendida no estado ou é oriunda do Paraguai ou são aquelas colhidas precocemente antes da deflagração das operações de erradicação o que resulta numa erva de péssima qualidade, além de Pernambuco a Bahia também realizada operações trimestrais. Assim com essas operações consecutivas a Polícia Federal contribui significativamente para o desabastecimento dos pontos de venda de droga em nosso estado como também em outros estados do nordeste evitando assim a escalada da violência tais como furtos, homicídios, assassinatos, acertos de contas, corrupção policial, porque geralmente tais ocorrências giram em torno do tráfico de drogas. Cada ponto de venda de droga desabastecido, significa um foco a menos de violência para a população pernambucana.

Um comentário :

  1. Já era tempo de realizamem estas operações. Até que fim!!!! Interressante é que ninguem é preso?

    ResponderExcluir