sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Major da PM morre em Acidente com Viatura e Soldado sai ferido

 A tragédia aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (19), por volta das 14:25, na altura do Km 123, no sítio Vasco, na BR 232  em Caruaru, Agreste de Pernambuco. Morreu no acidente o Major da Polícia Militar, Sérgio Ricardo Soares de Castro, o Major Castro como era conhecido, que era chefe de operações do CPA-1 em Caruaru, onde morava com a família. O motorista da viatura Soldado Adriano Marques da Silva, o Sd Marques, guiava o veículo picape S-10, no sentido capital/interior e colidiu violentamente na traseira de um caminhão caçamba carregado de brita.
De acordo com o Tenente Barros da 8ª CIPM de Pesqueira, que por coincidência estava indo ao Recife e passava ao lado e viu a colisão, ainda tentou socorrer os colegas, retirando o oficial das ferragens, cortou o cinto de segurança e rapidamente acionou o Bombeiro e a Polícia Rodoviária Federal, que quando chegaram já encontraram o major agonizando. Os socorristas do Corpo de Bombeiros e do Samu tentaram reanimá-lo mas foi em vão, já o condutor da viatura ficou preso nas ferragens e foi retirado graças ao esforço dos Bombeiros que tiveram que usar um macaco hidráulico para soltá-lo. Socorrido por um helicóptero da Secretaria de Defesa Social, o soldado foi levado para o Hospital da Restauração no Recife, e o seu quadro clínico é estável.
O Agente Elisson da Polícia Rodoviária Federal, informou que o acidente pode ter sido causado pela falta de visibilidade do motorista da viatura, o qual pode ter se encandeado com o sol no rosto. 
A perícia do IC que esteve no local, vai apontar as causas do acidente, e o resultado deve ficar pronto em 30 dias.
Segundo informações de policiais, O Major Castro já trabalhou no 9º BPM em Garanhuns, onde chegou como Capitão e depois foi promovido a Major. 


Do Blog do Adielson Galvão

Um comentário :

  1. Deus coloque vc em bom lugar. mas quantas mães de familia vc já fez sofrer,com suas incompetência MAJOR.sinto muito mas q pena neeee.

    ResponderExcluir