sexta-feira, 27 de julho de 2012

Policiais Federais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes realizam apreensão de 67 Kg de maconha

Policiais Federais lotados na Delegacia de Repressão a Entorpecentes prenderam, ontem, quinta-feira, dia 26/06/2012, por volta das 23h, um Auxiliar de Serviços Gerais, 23 anos, solteiro, natural e residente em Petrolina/PE.
A prisão ocorreu em virtude de investigações realizadas pela PF dando conta de que um indivíduo estaria repousando num hotel localizado no centro desta capital tendo sob sua posse certa quantidade de maconha.   Após várias diligências o suspeito com as mesmas características físicas apontadas pela investigação foi localizado estando hospedado no bairro da Boa Vista-Recife/PE. Os policiais dirigiram-se para o apartamento em que ele encontrava-se e ao abrir a porta do seu apartamento foi feita uma busca minuciosa no interior do quarto onde foi encontrada duas malas que continham em seu interior 66 (sessenta e seis) tabletes de maconha envoltos em fita adesiva, que totalizou um peso bruto de aproximadamente 67Kg (sessenta e sete quilos) da droga.

Terminado os trabalhos investigativos e sendo descoberta a droga o preso recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida levado para a Superintendência da Polícia Federal em Recife/PE, para que fossem adotados os procedimentos de polícia judiciária tendo sido autuado por tráfico de entorpecentes (artigo 33 da Lei 11.343/03) e, caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão.

Em seu interrogatório o indiciado admitiu que a droga era de sua propriedade e que a adquiriu através de uma troca feita por uma moto na cidade de Petrolina/PE. Também informou que ela seria vendida aos poucos e sem comprador certo em vários bairros da capital pernambucana. Além da droga também foram apreendidos 01 aparelho celular e R$ 460,00 (quatrocentos e sessenta reais) em espécie.

Após as praxes processuais o conduzido foi submetido a exame de corpo de delito no IML – Instituto de Medicina Legal e em seguida recambiado para o COTEL- Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna, onde ficará a disposição da justiça.

Nenhum comentário :

Postar um comentário