segunda-feira, 23 de julho de 2012

Pai de santo acusado de tarado e charlatão é preso em Pesqueira

Um homem foi preso, na última sexta-feira (20), suspeito de extorquir dinheiro de mulheres, em Pesqueira, no Agreste de Pernambuco. A polícia chegou a ele, depois de receber informações repassadas pelo Disque-Denúncia Agreste 3719-4545.
De acordo com o delegado titular de Pesqueira que comandou a prisão, Dr. Luiz Bernardo Moraes, Erinaldo dos Santos, conhecido como “Seu Nal”, de 52 anos, é pai de santo e morava no bairro Salgado. Segundo as investigações, ao conversar com as mulheres interessadas em seus trabalhos, ele acabava tendo acesso a informações sobre a intimidade das clientes. “As mulheres que, por exemplo, estavam com dificuldade financeira ou amorosa, o procuravam para que ele pudesse solucionar o problema. Diante disso, ele começava a ter conhecimento das confidências das vítimas. Esses segredos acabavam sendo usados contra elas. Ele também tirou fotos das vítimas com roupas íntimas. Com isso, ele extorquia essas mulheres”, explicou Luiz Bernardo Moraes, delegado. Depois de constranger as mulheres, Erinaldo ameaçava contar tudo aos parentes delas. Para ficar calado, exigia aparelhos de TV, celulares e favores. Uma das clientes dele que hoje tem 20 anos, vinha sendo extorquida desde 2008, quando tinha 16 anos de idade. O prejuízo gira em torno de R$ 12 mil. Além dos pertences das vítimas, a polícia encontrou na casa dele livros de magia negra e balas de revólver calibre 22.
Ele foi indiciado por estupro mediante fraude (pelo fato de dizer que estava possuído por espíritos, no momento em que estuprou uma das vítimas), charlatanismo, curandeirismo, constrangimento ilegal, extorsão e estupro propriamente dito, além da posse das munições e artefatos para carregamentos de munição. Ele foi preso por força de Mandado de Prisão Preventiva, expedido pelo juiz da comarca local e preso em flagrante delito, pela posse da munições, em seguida foi encaminhado para o presídio de Pesqueira.

Do Blog de Adielson Galvão

Nenhum comentário :

Postar um comentário