sexta-feira, 20 de julho de 2012

Governo de Pernambuco se reúne com o Sinpol para tentar evitar a greve

Governo estadual se reúne com policiais civis mas estado de greve é mantido

Pela primeira vez desde o início da segunda gestão do governador Eduardo Campos, se reuniram para discutir propostas relativas à carreira, reajuste salarial dos policiais civis em Pernambuco e a possibilidade da não decretação da greve da categoria - prevista para a próxima segunda (23) - o secretário de Administração do Estado, Ricardo Dantas, o chefe da Polícia Civil (PC) de Pernambuco, Osvaldo Morais, o secretário executivo da Secretaria de Defesa Social (SDS) Alessandro de Mattos e o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol), Claúdio Marinho. O encontro aconteceu na manhã desta quinta-feira (19), na sede da secretaria de Administração, bairro do Recife.

"A secretaria de Administração entrou em contato conosco nesta manhã, nos convidando para comparecer à sede", explicou Marinho. De acordo com o Sinpol, apesar de não haver avanços em relação às reinvidicações da categoria, o resultado do encontro foi positivo. "Não foi uma reunião isolada, como a que aconteceu em outras ocasiões, é muito importante a presença das duas secretarias e da chefia de polícia nas negociações", completa Marinho.

Desde março deste ano, os policiais civis já realizaram seis assembleias, duas paralisações de 24h e vários atos de protesto, com destaque para as manifestações que aconteceram em Caruaru e Garanhuns. "O chefe da polícia civil chegou a pedir um crédito de confiança e para que a greve não fosse decretada. Se não houve disposição para negociar foi por parte do governo, estamos abertos a negociação desde março", dispara o presidente do Sinpol.

Apesar do saldo positivo da reunião, o estado de greve foi mantido e a paralisação dos serviços marcada para a 0h da próxima segunda (23). O presidente do Sinpol confirma o funcionamento de todas as delegacias de plantão e que todos os flagrantes serão lavrados. "Vamos atender os 30% de reserva de segurança previsto na legislação", assegura.

ASSEMBLEIA - No dia 26 de julho, os policiais civis vão se reunir em assembleia para avaliar os quatro dias de greve da categoria. O encontro será às 17h, na sede do Sinpol, em Santo Amaro.
Do NE10

Nenhum comentário :

Postar um comentário