quinta-feira, 22 de março de 2012

Chefe de Quadrilha é Preso em Garanhuns


A equipe da Malhas da Lei composta por policiais Militares do 9° BPM e 18° DESEC e a Coordenação de Inteligência da Polícia Civil prenderam um dos Chefes do tráfico da Capital que estava escondido na cidade de Garanhuns.

O chefes do tráfico foi preso nas primeiras horas da manhã de hoje(22/03/2012) por policiais da Equipe Malhas da Lei da 18° Delegacia Regional de Garanhus juntamente com a Coordenação de inteligência da Polícia Civil. Trata-se de Erick Francisco da Silva , vulgo “Erick Chip”, 27 anos, o mesmo residia na Rua José Val Vicente , n° 49 , bairro Boa Vista, Garanhuns. Ele morava no Recife , mas estava escondido na casa dos pais desde o final do ano passado.O elemento já foi preso por Tráfico de Drogas , Homicídio e Porte Ilegal de Arma . Ele tem passagem no Presídio Aníbal Bruno, Cotel, Limoeiro e Canhotinho.

Erick Chip é apontado como o Chefe da quadrilha que atuava no Córrego do Jenipapapo no recife. O mesmo foi encaminhado para o COTEL.

A operação denominada Contenção  cumpriu vários mandados de prisão em Pernambuco. Suspeitos foram presos em Recife, Olinda, Paulista, Caruaru e Garanhuns.

Os detidos fazem parte de duas quadrilhas, uma que atuava no bairro de Santo Amaro, na ára central do Recife, e outra no Córrego do jenipapo, na Zona Norte da capital pernambucana. “Os integrantes da quadrilha de Santo Amaro são remanescentes e comandada por Júnior Box, que está preso em Catanduvas, no Paraná”. Júnior Box foi preso em 2009 na Bahia e por ser perigoso foi encaminhado para o Paraná.

Segundo a polícia, as duas quadrilhas, juntas, são suspeitas de serem responsáveis por 12 assassinatos em Pernambuco. Elas não tinham envolvimento uma com a outra, mas compravam drogas de um mesmo fornecedor.

Os envolvidos são acusados de Tráfico de drogas, Associação para o tráfico e Comércio ilegal de armas e munições.

Os mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão domiciliar foram expedidos pelo Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal dos Feitos Relativos a Entorpecentes da Capital.

Nenhum comentário :

Postar um comentário